• RH Jr

Saiba como utilizar autoconhecimento a seu favor em um processo seletivo


Autoconhecimento é, basicamente, a percepção de si mesmo para guiar decisões, planejar, organizar e realizar objetivos, além de desenvolver habilidades e competências. Esse tema foi amplamente discutido desde a Antiguidade, como a máxima de Sócrates "conhece-te a ti mesmo". Com o passar do tempo, a humanidade percebeu que autoconhecimento é um fator importante para o desenvolvimento humano e que precisava ser mais explorada. Com isso, em diversos campos, como Psicologia, Neurociências, Filosofia, a discussão do autoconhecimento está voltada para o aproveitamento disso na construção de um mundo melhor.


Por isso, na necessidade desse assunto ser mais discutido, listamos a seguir, de maneira resumida, os principais pontos de reflexão sobre a importância do autoconhecimento na conquista de um novo emprego, uma vez que tem se mostrado um diferencial em muitos processos seletivos:


Alinhamento entre vida pessoal e profissional

Esse ponto diz respeito à coerência que deve existir entre a experiência profissional e características individuais de uma pessoa. É importante que você tenha isso para escolher melhor onde trabalhar e qual função exercer. Além disso, com isso em mente, você evita perder tempo com empresas em que você não se encaixa, que não possua o fit.


O que é esperado versus o que você tem para oferecer

Além disso, você precisa conhecer bem a vaga em questão e fazer uma análise crítica se realmente possui o perfil ideal para aquele cargo para que você não seja injusto consigo mesmo, nem com a empresa contratante. Faça perguntas para si mesmo sobre os riscos, as competências e os conhecimentos técnicos exigidos para o cargo e quais as responsabilidades. A partir desse entendimento, você será capaz de fazer uma análise crítica do quanto as suas habilidades o potencializa ou limita para atuar naquele cargo para, assim, ser possível fazer o seu trabalho bem feito.


Situações de dinâmica ou entrevistas

Certamente, as etapas que causam mais receio nos candidatos são aquelas

em que está cara a cara com o recrutador e tem que mostrar na prática o porquê

de merecerem ser contratados. Para o sucesso nessas etapas, é fundamental que o

indivíduo se conheça, no mínimo, para responder às clássicas perguntas sobre suas qualidades e defeitos. Além disso, o autoconhecimento o ajudará a se comportar da melhor forma quando estiver em situações de avaliação, uma vez que a postura, tom de voz, vocabulário, dentre outros fatores, são essenciais para uma boa entrevista.




Texto adaptado por Giulia Diniz

Produtora de conteúdo da RH Jr

#autoconhecimento #processoseletivo #ParaCegoVer #variados

Siga-nos nas redes sociais

  • Instagram - White Circle
  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon

© 2020 por RH Consultoria Júnior- UFMG.