• RH Jr

Recrutamento misto: o que é, como realizar e quais os pontos positivos e negativos.

Visando um processo seletivo mais concorrido e exigente, que é algo de maior benefício para a empresa, o recrutamento misto, além de valorizar os colaboradores daquele ambiente de trabalho, dá a oportunidade de trazer novos talentos para a empresa. E é sobre ele que vamos falar aqui.



Primeiramente, antes de começarmos a falar do recrutamento misto, achamos válido mostrar quais são os tipos de recrutamento e seleção que compõem esse modelo já citado.



Recrutamento Interno

É o processo que visa aproveitar do capital humano interno, ou seja, utilizar dos funcionários daquela empresa, realizar um processo seletivo e, a partir disso, recrutar um dos candidatos para a vaga oferecida.


Esse modelo, além de ser uma incrível fonte de retenção de talentos, contribui para a motivação dos profissionais de dentro da companhia, pois a chance de obter um cargo mais alto do que o atual está sempre em jogo. Sendo assim, eles permanecem em movimento constante para melhorar suas habilidades de trabalho.


Vantagens

O recrutamento interno tem como principais vantagens o maior conhecimento dos candidatos pelos examinadores, visto que já se trabalha com eles há algum tempo, tendo acesso a seus defeitos, qualidades, estimulando o concorrente a se inovar e mostrar uma nova vertente.


Além disso, é desenvolvido um espírito sadio de competição e crescimento entre os colaboradores, aumentando naturalmente a produtividade, pois todos que almejam aquela vaga vão batalhar por ela e melhorar seu acervo de habilidades e de trabalho realizado.


Por fim e o mais importante, é mostrar aos funcionários que a empresa se importa com eles, visto o desejo em prover esse cargo de maior escala para alguém que já se encontra naquele ambiente de trabalho.


Desvantagens

Porém, apesar do que dito anteriormente, esse modelo traz com si algumas desvantagens, como por exemplo, caso a pessoa não consiga a vaga desejada, seu rendimento no cargo atual pode diminuir visto a expectativa gerada com a possível mudança.


Em acréscimo a isso, conflitos podem ser gerados entre os funcionários, além de atitudes negativas daqueles que não foram promovidos, podendo levá-los a deixar a empresa, criar "problemas" internos, entre outros.


Outra coisa importante é, o fato de o colaborar ter tido um bom desempenho em uma determinada posição, não garante que ele se sairá bem em outra, o que mostra que talvez a empresa precise de "sangue" novo, uma nova perspectiva, o que não é provida a partir do recrutamento interno.



Recrutamento Externo

Essa forma de recrutamento e seleção tem a intenção, como o próprio nome diz, de agregar pessoas de fora da empresa para a vaga. Costuma acontecer quando há a escassez de capital humano interno ou é notada a necessidade de incorporar naquele ambiente pessoas novas, com novas ideias, novos costumes, etc.


Vantagens

Listando as maiores vantagens, o grande leque de escolhas e a possibilidade de se fazer uma seleção mais exigente de candidatos aparecem na frente como as mais importantes.


Porém, há também a maior facilidade de aprendizagem do candidato escolhido, visto que esse não contém nenhum viés pré-definido quanto à cultura da empresa, seus funcionários, situações corriqueiras daquele ambiente, que, caso fosse um processo de recrutamento e seleção interno, poderiam aparecer e atrapalhar o procedimento.


Uma coisa muito válida a se colocar é que, a partir desse modelo, a somatória de novas experiências para a empresa, renovação e enriquecimento de recursos naquela organização e a capacidade de agregar habilidades ainda inexistentes na equipe, são pontos a se considerar na hora de escolher o tipo de recrutamento e seleção, e, a partir da forma externa, todos esse aspectos podem ser obtidos.


Desvantagens

Como desvantagens, tem-se a possível diminuição da lealdade dos funcionários, pois, se foi necessário buscar fora da empresa capital humano, mostra que o presente naquele ambiente não é qualificado o suficiente, o que pode também abaixar a moral.


Outro tópico a se levar em conta é que, as vezes, aquele novo funcionário não se adapta bem e de forma tranquila aquele ambiente, causando um desconforto nos colaboradores já presentes e nele mesmo, podem haver diminuição da produtividade e insatisfação dos empregados.



Agora que já se sabe quais as partes que, combinadas, formam o recrutamento misto, ficará mais fácil de entender esse modelo e o porquê de ele ser o mais benéfico para sua empresa.



Recrutamento misto

Esse tipo de recrutamento e seleção, como dito anteriormente, é feito a partir da combinação de ambos recrutamentos citados acima (interno e externo).


A questão principal dele é que não exclui nenhum candidato no processo seletivo, pois abre oportunidade para novas ideias e também dá chance aos que já trabalham na empresa de se desenvolver e criar uma carreira sólida naquela organização.


Como costuma ser feito

Esse processo pode ser feito de diferentes formas:

  • Pode-se abrir primeiro para o público externo, e, caso não encontrem o candidato ideal, a busca se transfere para os funcionários que já fazem parte da empresa;

  • A vaga é oferecida para o público interno, criando uma circunstância favorável para os colaboradores, gerando motivação e um sentimento de que a empresa aposta nos seus funcionários. Caso não encontrem o profissional ideal, a busca começa a ocorrer no mercado externo;

  • O interno e o externo podem ocorrer ao mesmo tempo, pode ser feito de forma igualitária em relação às vagas, ou seja, metade designada para o público externo, metade para o interno; ou pode haver uma definição de cotas: maior parte das vagas direcionada para o público interno do que para o externo ou vice-versa.

Independentemente da forma utilizada, sempre deve se ter em vista que o foco principal é encontrar um profissional altamente qualificado para tal cargo, ou então esse modelo que abrange maior número de candidatos não se paga.


Vantagens

Tem como vantagens, como já citado, a criação oportunidade de crescimento para os funcionários que já se encontram na empresa, a quebra da zona de conforto, visto que sempre há a possibilidade de alcançar um cargo maior que o ocupado atualmente, estimulando os colaboradores à alavancar sua carreira.


Além do mais, há maior capacitação, pois as chances de contratação de profissionais extremamente qualificados, através desse processo, é muito alta. Esses, por meio de suas contribuições, vão aumentar o sucesso empresa, fazendo com que ela cresça cada vez mais.


Por fim, acontece a redução de custo, visto que há maior rapidez em encontrar o profissional ideal para o cargo, devido ao número de candidatos, que costuma ser maior que nos outros modelos de recrutamento.


Desvantagens

A principal desvantagem do recrutamento misto se dá na dificuldade em encontrar o equilíbrio entre o público interno e externo, para que esses tenham a mesma chance no processo.


Os que vêm de fora, na maioria das vezes, acreditam que estão em desvantagem em relação aos candidatos internos, podendo não se dedicar ao máximo aquele procedimento.



Conclusão

Como se pode perceber durante o que foi dito, o recrutamento misto se mostra o mais vantajoso para as empresas, haja vista que há maior chance em preencher a vaga com um profissional muito qualificado e que pode gerar bons frutos para a empresa. Além disso, é considerado o mais lucrativo, tanto em questão de capital humano, quanto em valores econômicos por assim dizer, em soma a todos os outros fatores citados acima.



Para saber mais sobre Recrutamento e Seleção e algumas razões para contratar esse serviço, clique aqui.


Tem dificuldades em realizar um Recrutamento e Seleção para sua empresa ou não sabe como realizá-lo? Clique aqui para conhecer nosso serviço.



Texto escrito por Hélcio Moreira

Diretor de Marketing da RH Jr.


















Siga-nos nas redes sociais

  • Instagram - White Circle
  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon

© 2020 por RH Consultoria Júnior- UFMG.