• RH Jr

O que a sua empresa está fazendo para garantir a acessibilidade dos funcionários?

É garantido, segundo a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, a promoção de condições de igualdade, o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais por pessoa com deficiência, visando a sua inclusão social e cidadania. Segundo a Lei de Cotas 8213/91 para deficientes nas empresas, as que possuem mais de 100 funcionários é obrigada a preencher de dois a cinco porcento dos seus cargos com pessoas portadoras de deficiência, na proporção:

- até 200 funcionários.................. 2% - de 201 a 500 funcionários........... 3% - de 501 a 1000 funcionários......... 4% - de 1001 em diante funcionários... 5%


É notório que essa porcentagem é bem reduzida comparando-se com o número total de deficientes no Brasil (estima-se que quase 24% da população brasileira é composta por pessoas que possuem algum tipo de deficiência, sendo isso 45 milhões de pessoas, segundo pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Para garantir o pleno direito dessas pessoas, o mercado de trabalho tem que estar preocupado com a inclusão e acessibilidade para garantir a produtividade.


Para tal, os profissionais de Recursos Humanos das empresas precisam se atentar às medidas que precisam ser adotadas. Entende-se acessibilidade como um "conjunto de medidas que visam dar infraestrutura e boas condições de alcance, percepção, visibilidade, segurança e acesso a um ou mais lugares com pessoas que têm necessidades específicas" (Núcleo Health Care). Assim, as pessoas com mobilidade reduzida e as que possuem algum tipo de deficiência podem ser integradas à sociedade sem barreiras no seu ambiente de trabalho. Por isso, garantir a acessibilidade é um investimento para que as pessoas se sintam acolhidas, e não um gasto para a empresa.


É importante ter em mente que garantir a autonomia dessas pessoas é questão de empatia, não apenas para agir conforme a Lei e evitar a multa (que realmente é aplicada!). Todos possuem o direito de trabalhar, previsto no artigo 6º da Constituição Federal, e esse trabalho precisa ter condições dignas para o pleno exercimento das atividades. Além disso, a falta de acessibilidade faz com que a empresa possa perder grande oportunidades, tanto no sentido de recrutar talentos, quanto em receber possíveis investidores para seu negócio que são pessoas portadoras de deficiência.


E aí? Você já começou a investir em acessibilidade na sua empresa? Quais as principais práticas utilizadas pelo seu RH? Converse com a gente!



Texto feito por Giulia Diniz

Produtora de conteúdo da RH Jr.


#ParaCegoVer #acessibilidade #mercadodetrabalho #variados


Siga-nos nas redes sociais

  • Instagram - White Circle
  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon

© 2020 por RH Consultoria Júnior- UFMG.