• RH Jr

Medo de falar em público? 4 dicas que vão melhorar a sua oratória!

Bateu aquele frio na barriga, né!? As mãos começaram a suar, as pernas estão tremendo, o coração vai saltar pela boca.... Não, você não está de frente com um urso ou um leão faminto. Você está de frente com um público e precisa se fazer ser ouvido por eles.


Parece bem mais tranquilo que lutar contra um animal feroz, mas o medo de falar em público é um dos que mais afligem o profissional moderno e pode ser muito prejudicial no ambiente de trabalho, tanto no que diz respeito à apresentação de ideias, como também no bom relacionamento com os colegas.

Pensando nisso, nós listamos aqui alguns desafios que podem aparecer em sua apresentação e algumas dicas simples para superá-los.



1 – Use seu corpo.

Já viu aquelas pessoas que em uma apresentação passam todo o tempo estáticos, demonstrando desconforto no ambiente e rigidez de movimentos? Bem, esse é um dos sinais de nervosismo.

Ao invés de você também fazer isso, utilize o espaço que tem em volta. Ande e use o ambiente ao seu favor, pois isso, além de trazer um maior brilho à sua oratória, também trará mais conforto e aproximação com o público. Não é necessário ficar parado igual a um poste na frente de todos!

Além disso, também temos aqueles que cruzam os braços ou que insistem em manter as mãos trancadas em algum bolso, como se tivessem vergonha de mostrá-las ao mundo. Seu corpo é uma das principais ferramentas da sua apresentação. Os movimentos de suas mãos demonstram o quão integrado e confortável você demonstra estar com o conteúdo. Se movimente!


2 – Vá com calma!

Ok, ok, falar é fácil, quero ver fazer.... Realmente ficar calmo não é algo simples e, dependendo do perfil de seu público, pode se tornar algo quase impossível, mas é extremamente necessário que você se sinta bem ali. Algumas pessoas sentem-se tão torturadas e afetadas, que saem atropelando as palavras, ignorando as vírgulas, perdendo a cadência e acelerando o ritmo para que tudo acabe logo.

Tente manter sua respiração o mais normal que puder (tenha água à disposição, se necessário), faça pausas em alguns momentos, use a sílaba tônica das palavras principais para dar maior peso a elas. Essas simples mudanças evitarão uma fala monótona e irão gerar um maior impacto em seus ouvintes.

Experimente testar esses pontos lendo algum texto, e se grave para que possa perceber o que fez certo e o que é preciso corrigir.


3 – Estou falando do que, mesmo?

“Mas peraí, dominar o conteúdo é o último tópico dessa lista?” Pois é, meu caro, não estou dizendo, de forma alguma, que o conteúdo é menos importante, mas a forma como ele é apresentado faz toda diferença.

Com certeza você já conheceu alguém que não fazia ideia do que estava dizendo, mas falava de uma forma tão forte e concreta que conseguia convencer a todos. E o inverso, infelizmente, também é válido: existem pessoas que são enciclopédias ambulantes de um determinado assunto, mas não conseguem se expressar bem e acabam não tendo o destaque merecido.

Se você faz parte do segundo tipo, o domínio do conteúdo trará mais confiança e tranquilidade para se expressar. Mas, claro, independentemente de qual seja seu perfil, saber o conteúdo é de extrema relevância para que sua apresentação tenha valor.


4 – A apresentação não é um obstáculo e sim uma oportunidade.

Um dos principais problemas da maioria das pessoas é considerar a apresentação como um fardo ou um castigo. Alguns deslancham uma série de palavras ao público a fim de que isso acabe o mais rápido possível, ou não dão a devida importância e negligenciam o conteúdo. Não faça isso!

Você, naquele momento, está ocupando o tempo de várias pessoas. Tempo é precioso, e você está tirando isso de seus ouvintes, então faça valer a pena!


Por fim, tenha consciência de que nenhuma dica é milagrosa e te fará ser um excelente orador da noite para o dia. É necessário dedicação para que seu público te escute de verdade e para que a sua fala, de certa forma, alcance os objetivos propostos.



#comunicação #oratoria #desenvolvimentopessoal


Siga-nos nas redes sociais

  • Instagram - White Circle
  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon

© 2020 por RH Consultoria Júnior- UFMG.