Feedback: saiba sua importância e como deixá-lo mais natural e recompensador para sua empresa

Nos dias atuais, o processo de comunicação entre os membros de uma empresa deve ser muito fluido e direto, para que mudanças para melhorar o desempenho sejam feitas o mais rápido possível. Tocar em certos assuntos pode ser algo delicado, porém, a ferramenta de feedback pode facilitar muito isso.


O desenvolvimento de uma boa técnica de feedback tem se tornado indispensável em qualquer empresa que deseja atingir um patamar de excelência. É um termo que já vem sendo usado a um tempo, mas talvez você não saiba do que estamos falando.


Feedback é o processo de trazer ao funcionário pontuações sobre seu desempenho no trabalho, visando ajudá-lo a atingir seus objetivos.


Esse termo tem ganhado grande visibilidade nos últimos tempos, pois a partir de algumas modificações em atividades, se baseando nessas informações fornecidas, o engajamento dos membros pode aumentar muito, causando mudanças positivas no meio de trabalho.


Entretanto, esse exercício pode ser um atraso para sua empresa caso seja feito de forma errada. Já falamos aqui no blog sobre os principais erros cometidos na hora de dar um feedback, partindo de alguns pontos iniciais do que não fazer para que o propósito seja alcançado. Sendo assim, nesse texto vamos focar em dinâmicas que podem ser aplicadas na sua empresa e que podem facilitar, e muito, esse exercício de feedback, se tornando algo natural e bem recompensador para os colaboradores e o empreendimento.



One on one


One-on-ones são reuniões (semanais, quinzenais, mensais, dependendo da necessidade) de checagem, entre o líder e um membro do time. O momento gira em torno de alinhar objetivos e discutir sobre o que está indo bem e o que precisa mudar. Tem como objetivo definir os papéis dos colaboradores dentro da empresa, para que seja naturalizado a sugestão de mudanças e novas ideias por parte deles.


Sendo assim, o exercício é, basicamente, uma conversa entre as duas partes para entender a estratégia e visão do negócio.


Além disso, pode-se trazer tópicos individuais do colaborador (e também do líder, caso seja interessante para estabelecer uma conexão mais natural) como qual o curso de carreira ele pretende seguir, conversar sobre sua performance, tornando aquele momento seguro para falar sobre o trabalho.


Esse processo pode parecer simples, porém, se feito de forma correta pode colaborar muito na produtividade e engajamento da equipe.



Avaliação 360º


Esse tipo de processo tem como objetivo avaliar, de forma imparcial, um outro colaborador, para que esse possa identificar e analisar a visão que os outros membros têm dele.


Com o propósito de promover a constante mudança e melhora de comportamento e atividades dentro da empresa, esse exercício pode ser aplicado através de questionários com perguntas pontuais a respeito dos membros, para que superiores, subordinados, pares e até clientes respondam.


Entretanto, dependendo da proximidade já existente ou que deseja ser criada entre as equipes, essa ferramenta pode ser aplicada em reuniões, com os membros citando pontos positivos e não-positivos de um outro (lembrando sempre dos planos de ação) até que todos presentes tenham sido contemplados.


Apesar de ser mais complicada, essa dinâmica pode trazer ótimos resultados, visto que promove a autoanálise e autocrítica do colaborador avaliado, promovendo uma real mudança de comportamento.



Conclusão


Por fim, fica claro que o feedback é essencial para o andamento bem-sucedido de uma empresa nos dias atuais e que, através dessas ferramentas, pode se tornar algo muito natural e que pode gerar inúmeros frutos para a organização e seus colaboradores.



Se você precisa de uma ajuda para implementar essa cultura de feedback na sua empresa, clique aqui para conhecer nosso treinamento.



Texto escrito por Hélcio Moreira

Diretor de Marketing da RH Jr.










Siga-nos nas redes sociais

  • Instagram - White Circle
  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon

© 2020 por RH Consultoria Júnior- UFMG.