• RH Jr

Entenda como a Netflix teve seu sucesso baseado na cultura organizacional

Reed Hastings, fundador e CEO da Netflix, conta como chegou ao positivo a partir de uma cultura bem estabelecida e chega hoje a 100 milhões de usuários, com vários prêmios por seu conteúdo original. Depois de enfrentar uma época de recessão na antiga empresa Pure, Reed focou em sua próxima empreitada em pessoas que tinham sentimento de dono, que pensassem no bem da empresa e inovassem a partir disso para solucionar os problemas. Para isso, ele criou uma apresentação sobre a cultura corporativa e começou a apresentá-la no início do processo seletivo.


Indubitavelmente, Hastings foi extremamente inteligente ao pensar nessa estratégia: com a cultura da empresa esclarecida e definida desde o começo, seria possível atrair talentos e, ao mesmo tempo, avaliar o fit cultural da pessoa. Com um estabelecimento de uma cultura de alto desempenho, ou seja, não entregar resultados ou não agir de acordo com a cultura sendo comportamentos pouquíssimos toleráveis, a Netflix conseguiu valer US$61 bilhões no mercado.


Baseado nos preceitos de liberdade e responsabilidade (Freedom & Responsability), a empresa foca em realmente dar uma maior autonomia na atuação dos seus funcionários, uma vez que, para ela, não seria produtivo pessoas que precisam de um conjunto de regras dizendo como eles devem se portar. Sabendo que existem metas a serem cumpridas e resultados a serem entregues, os próprios trabalhadores estabelecem como eles preferem organizar uma jornada de trabalho para cumpri-los, usando bom senso e responsabilidade. Além disso, para instigar o sentimento de dono e a vontade de superar novos desafios, a Netflix preza muito pela transparência das informações, comunicando de forma clara e a vista quais são seus desafios.


Com tudo isso, pode-se notar a importância de uma cultura organizacional bem estabelecida e voltada para resultados, focando não só na absorção de talentos, mas também no seu fit cultural para eles permanecerem por mais tempo. Esses fatores, sem dúvida, caracterizaram-se como uma inovação para o âmbito da cultura organizacional, uma vez que trata seus funcionários como pessoas adultas e com bom senso de fazerem um trabalho bem feito, pois também estão preocupados com o crescimento da empresa.


Quer saber mais sobre cultura organizacional? Então envie-nos uma mensagem no chat que tentaremos sanar suas dúvidas!


Post sugerido por Carolina Matoso e feito por Giulia Diniz

Trainee e Produtora de conteúdo da RH Consultoria Júnior - UFMG

#netflix #culturaorganizacional #variados #gestaointerna

Siga-nos nas redes sociais

  • Instagram - White Circle
  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon

© 2020 por RH Consultoria Júnior- UFMG.