• RH Jr

Diversidade e inclusão no ambiente de trabalho: qual sua importância?

Uma das pautas mais importantes nos dias de hoje diz respeito à inclusão. Mas quais são suas funções e impactos no mundo organizacional?




O Brasil é considerado um país que possui uma vasta diversidade em seu território, contendo um leque de singularidades. Porém, apesar de sua heterogeneidade, ainda existe uma grande disparidade com relação aos locais de acesso de indivíduos pertencentes a minorias sociais em diversas situações, sendo uma delas ao mercado de trabalho.

Com a emergência de movimentos sociais reivindicando a necessidade de inclusão de minorias, a atenção às pautas de diversidade e inclusão nas empresas tem crescido cada vez mais. Há uma demanda para reverter essa situação, que, para além dos prejuízos sociais e do indivíduo, pode acabar afetando também o desempenho da equipe e o crescimento da empresa.


Eventualmente, é notório no ambiente laboral uma ausência de diversidade com relação à classe, raça, gênero, sexualidade, nacionalidade, idade, religião e deficiências. A fim de minimizar essa problemática, algumas medidas surgiram, a exemplo da política de cotas exigida por lei, que exige que seja realizada ações afirmativas para a inclusão de PCDs. Porém, essas medidas não são suficientes para que as necessidades sejam supridas, exigindo iniciativas internas das empresas para que se construa um ambiente inclusivo.


Benefícios de uma empresa diversificada


Um ambiente de trabalho plural trás diversos benefícios para o crescimento da empresa. Num âmbito organizacional, a criação de um ambiente acolhedor e a contratação diversificada pode auxiliar no aumento da produtividade e inovação dos processos, visto que a criação de uma equipe heterogênea garante uma diversidade de pontos de vista sobre resolução dos problemas, além de uma sensação de liberdade e segurança para expor suas ideias e inovar no trabalho.


Com relação às finanças, estudos indicam que há uma correlação entre a diversidade e o impacto financeiro nos negócios, como exposto num estudo realizado pela Harvard Business Review, que vinculou o desempenho financeiro e o aumento da receita de inovação à diversidade.


Ademais, ter uma equipe diversificada é importante para a criação de uma imagem positiva com os clientes, gerando uma boa reputação e pontos positivos numa disputa pela preferência ao se tornar uma empresa admirada no mercado por se adaptar aos novos contextos.


Como realizar uma política de inclusão na empresa?


Para um bom convívio dentro da empresa, é necessário que os funcionários se sintam confortáveis em seu ambiente de trabalho. Para isso, além da responsabilidade social para inclusão de minorias, também é necessário que haja a solidificação de uma cultura organizacional que preze pelo respeito, valorização dos talentos e perspectivas únicas de cada integrante, além de uma adaptação estrutural do ambiente de trabalho, verificando se os locais são acessíveis a todos.


Essas ações devem ser implementadas desde o período de recrutamento e seleção, que deve ser revisado a fim de verificar se os critérios de seleção não são excludentes. Num primeiro momento, é importante a realização de uma pesquisa de clima organizacional para que se conheça seus funcionários e haja uma avaliação de como eles se sentem no ambiente de trabalho.


Esses dados devem ser usados como base da construção de um delineamento, para que se pense em alguns planos de ação para gerar um ambiente com um convívio benéfico na empresa, aumentando o bem estar e a produtividade da empresa.

Além disso, a realização de palestras sobre inclusão e treinamentos para preparação das lideranças também são bem vindos.


Pequenas mudanças como essas certamente trarão um impacto positivo na sua empresa a longo prazo.


Gostou do texto? Para saber mais sobre clique aqui.


Texto escrito por Erika Ribeiro, trainee, e revisado por Luísa Raad

Produtora de conteúdo da RH Jr.

Siga-nos nas redes sociais

  • Instagram - White Circle
  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon

© 2020 por RH Consultoria Júnior- UFMG.