• RH Jr

Aprenda a usar LinkedIn para recrutar

Atualizado: 26 de Ago de 2019

Quer aprender o que precisa para buscar candidatos para o seu processo seletivo no LinkedIn? Ou então saber o que os recrutadores pensam quando olham para o seu perfil? Vamos te ajudar a descobrir ao longo dese post.


Como já é bem sabido, o LinkedIn é uma rede social profissional que vem aumentando sua importância ao longo dos anos. Um dos motivos que causam esse aumento, que é também o motivo de você ter acessado essa página, é o uso do LinkedIn para o recrutamento de candidatos.

Essa rede social tem diversos recursos pagos, alguns dos quais citaremos ao longo do post, mas, como sabemos que muitas empresas não têm condições de pagar por esse recurso, focaremos mais no que pode ser feito gratuitamente nessas 4 fases:


1 - Ter uma página da empresa


Para que sua empresa tenha a mínima visibilidade dentro da plataforma, é obrigatório que ela estabeleça uma página própria à qual seus funcionários possam (e sejam estimulados) a se conectar. Com a presença de seus funcionários na rede, vai ser possível expandir o alcance do nome da sua empresa através dos contatos que eles próprios vão adquirir.


2 - Divulgação de vagas


O LinkedIn possibilita que você, por meio da página da empresa, divulgue vagas que ficarão evidenciadas para qualquer pessoa que procurar pela empresa, mas também aparecerá no feed de quem segue a página.

Uma ferramenta paga que o LinkedIn oferece para ajudar no alcance da sua vaga é o "Empregos Patrocinados", que permite que o seu anúncio apareça em destaque para as pessoas que procurarem por um emprego na área ou que tenham um perfil propenso a se interessar pela vaga.


3 - Compartilhamento da vaga em post pessoal


Para que mais pessoas saibam sobre a vaga, é sempre bom compartilhar em seu perfil pessoal e pedir para que ao menos seus recrutadores repostem, a fim de fazer com que o post seja visto por conexões pessoais dele que não seguem a página da sua empresa, mas podem se interessar pela vaga ou conhecer alguém que se interessaria.

Como em toda a rede social, o alcance orgânico de cada postagem é baixo, e aumentá-lo sem pagar é difícil, portanto, tente estimular as pessoas a reagirem com a sua publicação através de perguntas, reações e comentários ao fim da postagem, como "conhece alguém que se interessaria pela vaga? Marca ela aqui."


4 - Busca ativa


O LinkedIn permite que você busque por profissões ou palavras-chave que se podem estar inseridas na descrição do seu candidato-alvo. Os principais perfis sugeridos serão aqueles com o título de "perfil campeão", ou seja, os perfis mais completos. Para saber mais sobre o candidato, explore as competências e o currículo dele.

Caso seu candidato tenha vários posts, você pode analisá-los e ver se há alguma forte discordância com a cultura organizacional da sua empresa, mas lembre-se que essa análise é superficial e somente aspectos muito marcantes poderão ser observados.

Para facilitar esse processo, o LinkedIn tem a ferramenta paga "Talent Finder", que disponibiliza perfis mais completos para você e te permite enviar um InMail para todos os contatos da rede.


Observação:


Esses recursos te ajudam muito a selecionar os candidatos, mas não são capazes de fornecer a profundidade de informações que pode ser adquirida com um processo seletivo, então não se esqueça das outras etapas dele.




Texto feito por Bruno Lataro Gonçalves

Produtor de conteúdo da RH Jr.


#recrutando #LinkedIn #mercadodetrabalho #PraCegoVer

Siga-nos nas redes sociais

  • Instagram - White Circle
  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon

© 2020 por RH Consultoria Júnior- UFMG.